quinta-feira, 8 de novembro de 2012

MEIO AMBIENTE E OS PRINCÍPIOS GERAIS DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL


Nos últimos anos, as questões ambientais têm adquirido uma grande importância em nossa sociedade. Devido às mudanças que o mundo vem sofrendo, aumentam-se cada vez mais as buscas para os problemas sociais.
 A educação ambiental surge no tempo atual como ferramenta para auxiliar o processo de educação geral do homem contemporâneo, para que ele possa compreender melhor a relação com seus semelhantes e com o meio ambiente de vida (Magalhães, 1992; CINEA, 1991).
Preservar o meio ambiente é muito importante para que possamos ter um planeta saudável e rico em recursos naturais no futuro. Se todos fizerem um pouquinho, podemos contribuir para um mundo melhor. Essas atitudes iniciam-se em casa, onde bastam alguns cuidados básicos como:
● desligar a água enquanto faz a escovação, ensaboa pratos, copos, talheres e panelas.
● evitar banhos demorados.
● desligar as luzes ao sair de algum cômodo.
● utilizar o ar condicionado com moderação.
● dedicar dias da semana para lavar e passar roupas, evitando assim o uso vários consumos.
● separar os lixos corretamente para a coleta seletiva.
Já nas escolas, a educação ambiental como prática educativa deve ser definida como sendo elemento integrado dos sistemas educativos de que dispõe a sociedade. Para tanto, deverá não só transmitir conhecimentos, mas também desenvolver habilidades e atitudes que permitam que os homens atuem efetivamente no processo de manutenção do equilíbrio ambiental, de modo a garantir uma qualidade de vida mais condizente com as necessidades. Segundo KRASILCHICK (1986), a educação ambiental não é a solução mágica para os problemas ambientais (...), é um processo contínuo de aprendizagem de conhecimento e exercício da cidadania, capacitando o indivíduo para uma visão crítica da realidade e uma atuação consciente no espaço social.
Considerando a Educação Ambiental um processo contínuo e cíclico, o método utilizado pelo Programa de Educação Ambiental para desenvolver os projetos e os cursos  de capacitação de professores conjuga os princípios gerais básicos da Educação Ambiental (Smith, apud Sato, 1995).


Princípios gerais da Educação Ambiental:

● Sensibilização: processo de alerta, é o primeiro passo para alcançar o pensamento sistêmico;
● Compreensão: conhecimento dos componentes e dos mecanismos que regem os sistemas naturais;
● Responsabilidade: reconhecimento do ser humano como principal protagonista;
● Competência: capacidade de avaliar e agir efetivamente no sistema;
● Cidadania: participar ativamente e resgatar direitos e promover uma nova ética capaz de conciliar o ambiente e a sociedade.
A conscientização sobre a necessidade de conservação e defesa do meio ambiente para presentes e futuras gerações é incontestáveis e a importância de começar a educação ambiental na infância é inquestionável. Todas as escolas precisam elaborar projetos que mudem o comportamento de um maior número possível de estudantes e torná-los agentes da defesa do meio ambiente ecologicamente equilibrado e saudável. E a educação ambiental inserida nas atividades escolares, tornará foco principal de toda e qualquer atividade. O grande desafio é desafiar os alunos para despertar o desejo de aprender e consequentemente mudar alguns hábitos.
      

Nenhum comentário:

Postar um comentário